O perfume Scandal Jean Paul Gaultier, é a fragrância da mulher livre, forte e sensual. Durante o dia é um mel gourmet refrescante que cheira como gardênia e laranja sanguínea. À noite, é um mel sensual e sedutor misturado com patchouli.
A moderna combinação das fragrâncias exala o lado forte e sensual da mulher Scandal, ideal para ser usado da balada até um encontro romântico.
A embalagem é um destaque a parte, o frasco expressa alegria com um par de pernas saltitantes e sensuais, nos remetendo a noite em paris.

O coração desta fragrância é sobre a vida.
Durante o dia, é um mel gourmet refrescante que cheira como gardênia e laranja sanguínea, quase infantil.
À noite, é um mel sensual e sedutor misturado com patchuli.
A perfumista, Daphne Bugey (junto com Fabrice Pellegrin e Christophe Raynaud), tinha um pensamento em mente: criar uma fragrância que pudesse representar inteiramente.
Para os três, a resposta foi: Scandal.

 

Nota de Topo: Laranja sanguínea, Tangerina
Nota de Corpo: Mel, Gardênia, Jasmim, Flor de Laranjeira, Pêssego
Nota de Fundo: Patchouli, Cera de Abelha, Caramelo e Alcaçuz

Família Olfativa

Chipre, Floral

Scandal Jean Paul Gaultier Eau de Parfum - Perfume Feminino

R$365,00
Scandal Jean Paul Gaultier Eau de Parfum - Perfume Feminino R$365,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

O perfume Scandal Jean Paul Gaultier, é a fragrância da mulher livre, forte e sensual. Durante o dia é um mel gourmet refrescante que cheira como gardênia e laranja sanguínea. À noite, é um mel sensual e sedutor misturado com patchouli.
A moderna combinação das fragrâncias exala o lado forte e sensual da mulher Scandal, ideal para ser usado da balada até um encontro romântico.
A embalagem é um destaque a parte, o frasco expressa alegria com um par de pernas saltitantes e sensuais, nos remetendo a noite em paris.

O coração desta fragrância é sobre a vida.
Durante o dia, é um mel gourmet refrescante que cheira como gardênia e laranja sanguínea, quase infantil.
À noite, é um mel sensual e sedutor misturado com patchuli.
A perfumista, Daphne Bugey (junto com Fabrice Pellegrin e Christophe Raynaud), tinha um pensamento em mente: criar uma fragrância que pudesse representar inteiramente.
Para os três, a resposta foi: Scandal.

 

Nota de Topo: Laranja sanguínea, Tangerina
Nota de Corpo: Mel, Gardênia, Jasmim, Flor de Laranjeira, Pêssego
Nota de Fundo: Patchouli, Cera de Abelha, Caramelo e Alcaçuz

Família Olfativa

Chipre, Floral